Posição do Cromo

 

             O Jornalismo anda separado da falsa imparcialidade e da falsa moralidade

 


 
 

Muitas pessoas soltam palavras como se estivesse a soltarum arroto involuntário sem a menor responsabilidade com o impacto dessas palavras na vida alheia.

 Só que por trás das palavras esconde o cerne das intenções, do caráter e modo de ser da pessoa. É fácil perceber, só prestar atenção.

Hoje em dia fala-se muito em imparcialidade dos noticiários e moralidade nos atos,como justificativas de situaçõesque revelam a clareza das intenções  de manipular o público que se pretende atingir , quando na verdade,a prática da pessoa é sempre o contrário do que se apregoa. O que a pessoa chama de imparcialidade, é estar ali do ladinho dela batendo palma para seus atos sejam lá como eles forem. Já moralidade, é validar e dar credibilidade para suas ideias mesmo que elas sejam sem nexo algum e sirvamsó para garantir propósitos da pessoa.

A rigor, os caminhos da coerência e relatos dos bons dicionários nos levam a entender a origem e o sentido de cada palavra e evidencia o que os discursos de falsamoralidade e falsa imparcialidade tentam encobrir.

Hajavisto o noticiário nacional acerca de contas falsas no facebook  e as denúncias dos fakenews, cujas conteúdos carregam  o ódio, a propagação da mentira, a desagregação , a indisposição entre pessoas, tudo só pelo simples interesse pelo poder para certos grupos.

 Agora, em fase pré- eleitoral, nós deparamos com avalanches de postagens mentirosas, odiosas e aparentemente sem propósito sério sempre com a intenção denegrir e desqualificaralguém para fortalecer esse ou aquele nas disputas.

Nós do JornalOCromo repudiamos as práticas maledicentes e assumimos posições.

Os falsos moralistas sentem a necessidadede dizer que as pessoas precisam ter lado , só que na prática fazem o contrário.

Nós assumimos o lado do leitor, dos parceiros e clientes dos quais precisamos para a execução e funcionamento de nossas atividades jornalísticas como negócio.

 A esses anunciantes, principalmente, os que são a nossa fonte de receita, é a quem devemos a satisfação com a produção deinformação de qualidade e o respeito ao contraditório.

Um forte Abraço

 

 

    A nossa sempre

      GRATIDÃO

     Jornal O CROMO